A armadilha dos tempos médios

É frequente as empresas recorrerem ao histórico dos tempos médios das operações como método de definição dos respectivos tempos de referência. Mesmo naquelas situações em […]

A Educação é a Chave

Há algum tempo tive o privilégio de, por motivos profissionais, conhecer um alemão, engenheiro de profissão, já reformado, que agora ocupa o seu tempo como […]

Caranguejos portugueses

Conta-se a história de que num qualquer mercado de peixe havia uma banca de mariscos onde se alinhavam diversos cestos cheios de caranguejos. Um desses […]

Miopia de Habituação

Embora por razões óbvias não o tenha nunca experimentado, aceito como verdadeira a história que já ouvi algumas vezes repetida de que se colocarmos uma […]

O Síndrome do Pastel de Nata

De todas as histórias que recordo da minha infância, João e o Pé de Feijão é uma que muitas vezes me vem à memória. Trata-se […]

A rentabilidade das empresas – Um desabafo

Num livro recente com o sugestivo título “Torturem os Números que eles Confessam” (2) o Professor Pedro Nogueira Ramos faz, e prova, a seguinte afirmação […]

Cronometragem – algumas notas

Em tarefas cujo tempo de realização pode ser influenciado pelo rendimento dos operadores e onde a duração da cada fase é superior a 18 cmin, a cronometragem é a melhor técnica para a obtenção de tempos unitários de referência.
Por definição, de acordo com a Refa uma cronometragem é a descrição do sistema de trabalho e é necessariamente reprodutível.

Para assegurar a reprodutibilidade alguns critérios têm de ser respeitados, não querendo aqui ser exaustivos, os principais serão: a estabilidade do sistema, principalmente do método de trabalho, a aptidão e treino do operador, que tem de dominar a tarefa e finalmente a capacidade do observador (cronometrista) em registar os tempos e, mais importante, identificar o rendimento do colaborador.

Respeitando estes princípios garante-se que a cronometragem, através da observação de tempos reais, devidamente corrigidos para o rendimento de referência,  devolve tempos que podem ser utilizados como tempos padrão para a tarefa em estudo.